Aparelhos AuditivosDeficiência Auditiva

Qual aparelho auditivo devo escolher?

As pessoas são diferentes umas das outras, certo? A mesma coisa acontece com as deficiências auditivas, isto é, existem particularidades em cada uma delas. Por esse motivo, não há um aparelho auditivo universal, ou seja, que se ajuste às necessidades de todos os indivíduos.

No entanto, com a ajuda de um especialista (o fonoaudiólogo), é possível escolher o aparelho auditivo ideal para a sua deficiência auditiva.

Para ajudá-lo nessa jornada, estabelecemos as principais informações que você deverá levar em conta quando for fazer a aquisição do seu aparelho auditivo.

Tendo alguma dúvida, estamos à disposição. Clique aqui, vamos conversar >>

1. Como o diagnóstico é realizado?

Está cada vez mais difícil participar das conversas e ouvir a televisão? Se sim, recomendamos que um teste auditivo seja realizado com um profissional de saúde auditiva.

Se for identificada uma deficiência auditiva, esse profissional vai lhe direcionar a uma consulta com o otorrinolaringologista. A prescrição médica é de grande importância para a aquisição do aparelho auditivo.

Com a prescrição do otorrinolaringologista, você volta ao profissional de saúde auditiva (fonoaudiólogo) para, juntos, encontrarem uma solução à sua medida.

Caso possua alguma dúvida, estamos prontos para lhe ajudar. Clique aqui, vamos conversar >>

2. Qual aparelho auditivo devo comprar?

O aparelho auditivo ideal para a sua situação dependerá de alguns fatores. Por um lado, o seu tipo de perda auditiva e seu conduto auditivo, por outro, condições estéticas e financeiras.

Se no seu cotidiano, interagir com pessoas e falar muito ao telefone são situações rotineiras, você necessita de um tipo específico de aparelho auditivo. Entretanto, se você utiliza uma motocicleta como meio de locomoção, a recomendação é outra. Tendo como base o seu modo de vida, é possível limitar a escolha a eventuais modelos.

Dois fatores determinantes para a compra de um aparelho auditivo são a afinidade tecnológica da pessoa e o conforto de uso. Como é natural e evidente, o preço do aparelho também irá influenciar.

Não deixe de falar com um especialista que esteja realmente disposto a indicar o melhor aparelho auditivo para o seu caso e, também, a esclarecer todas as suas dúvidas. Precisando, não se esqueça: pode contar conosco. Clique aqui, vamos conversar >>

3. A diferença entre um Aparelho Auditivo e um Amplificador Sonoro

Não é possível comparar um simples dispositivo amplificador de som com um aparelho auditivo, fato.

Os aparelhos de amplificação também possuem um microfone, um amplificador e têm uma estrutura e forma muito similares à de um aparelho auditivo. No entanto, eles somente servem para aumentar o volume e não podem ser adaptados à sua deficiência auditiva em particular.

Além disso, esses simples amplificadores são vendidos sem prescrição médica e, habitualmente, sem o aconselhamento de um especialista. Corra disso!

Sendo assim, fique atento. Não compre gato por lebre.

4. Como o aparelho auditivo é ajustado de forma ideal?

Para garantir uma compreensão de conversas em qualquer situação, é importante encontrar o ajuste ideal do aparelho auditivo. O fonoaudiólogo irá lhe ajudar nessa tarefa.

O aparelho será ajustado de acordo com as suas necessidades individuais, durante a consulta, através de um mapeamento. Os ajustes serão otimizados até você estar totalmente satisfeito e, sobretudo, adaptado.

O cérebro terá de se habituar “novamente a ouvir“ e esse processo não é tão rápido como, por exemplo, usar óculos. A adaptação ao seu aparelho auditivo e o treino para o manuseio da tecnologia requerem paciência e persistência. Mas vale muito a pena.

Um aparelho auditivo com bom desempenho e com um ajuste perfeito, traz de volta a qualidade de vida através de uma boa audição. Pode acreditar!

5. Três passos para ouvir melhor

Passo 1: Solução customizada para as suas necessidades

Suas necessidades devem ser cuidadosamente analisadas. Assim, seu perfil auditivo será estabelecido com precisão. Em seguida, o aparelho auditivo deve ser criteriosamente escolhido, com calma, levando-se em consideração todas as suas funcionalidades, os prós e os contras. 

Passo 2: Revivifique a satisfação de ouvir

Agora, o seu novo aparelho auditivo deverá ser adaptado às suas necessidades auditivas. Siga com a fase de experimentos/adaptações na qual terá que vivenciar diferentes situações auditivas. Paciência é fundamental!

Passo 3: Testes de Verificação e Qualidade

A qualidade da sua experiência auditiva deverá ser analisada e acompanhada mais uma vez. O fonoaudiólogo deve efetuar um ajuste fino para assegurar o melhor desempenho auditivo possível. Adicionalmente, serviços de aconselhamento e acompanhamento para garantir a melhor performance com seu aparelho devem ser oferecidos.

Gostou do nosso Blog Post? Se tiver alguma dúvida, estamos à disposição. Clique aqui, vamos conversar >>

O QUE VOCÊ ACHOU DO CONTEÚDO ACIMA? DEIXE SEU COMENTÁRIO ;)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *